by Cocax | Sexta-feira, 26 Setembro , 2008, 10:07

  

  • Título Original: The Exorcist
  • Ano: 1973
  • País: EUA
  • Género: Terror
  • Duração: 117 min.
  • Classificação: M/16
  • Protagonistas: Ellen Burstyn, Jason Miller, Linda Blair, Max Von Sydow, Kitty Winn
  • Realização: William Friedkin
  • Classificação:

 

 

 

Regan, uma criança extrovertida e simpática (Linda Blair) e filha da conhecida actriz Chris MacNeil (Ellen Burstyn), muda de comportamento de um momento para o outro, tornando-se agressiva e violenta. A mãe, preocupada, leva-a de médico em médico tentando perceber o que se passa, mas a comunidade científica não tem explicação para os estranhos e sinistros fenómenos que estão a acontecer com Regan. É então que lhe sugerem um exorcismo. Chris descobre então que, surpreendentemente, uma possessão demoníaca é a única explicação plausível para o que se está a passar.

 

 


 

 

Tido como um dos filmes mais assustadores de sempre, vi este filme a medo e sempre de dia (eu tenho medo do escuro...). Depois de ouvir os relatos de que até punham ambulâncias à porta dos cinemas tal era o número de pessoas que se sentiam mal durante o filme, não era para menos.

Gostei muito da história, já que este é o tipo de terror que eu gosto, com temas religiosos, demónios, possessões, exorcismos, espíritos e afins.

Porém, por ser um filme que data de 1973, não fiquei minimamente assustada. Obviamente que hoje se fazem coisas muito melhores e bem mais realistas a nível de efeitos especiais, o que torna certas cenas do filme quase ridículas (até o playback não é bem sincronizado). Fiquei mais enojada, à conta do aspecto da rapariga e das cenas de vómitos esverdeados e espessos.

Claro que a "culpa" não é, de todo, do filme, mas sim minha, que nasci no início da década de 90 em vez de ter nascido no início da década de 60.

Aconselho este filme, tanto pelo enredo e pelo tema, como pelos personagens e prestações dos actores. E, porque não, para se ficar a conhecer como eram feitos os filmes naquela altura e comparar o que mudou no terror ao fim de 30 anos.

Tags: ,
Estou: Exorcizada
Música: Devil Wouldn't Recognize You - Madonna

by Cocax | Quinta-feira, 18 Setembro , 2008, 21:29

Esta semana vi três dos filmes da personagem Hannibal Lecter: O Dragão Vermelho, O Silêncio dos Inocentes e Hannibal.

 

Adorei. Muito bons mesmo. Achei espectacular o detective desempenhado pelo Edward Norton, fantástica a interpretação do Ralph Fiennes (e aquela tatuagem ) e gostei da representação tanto da Jodie Foster como da Julianne Moore, embora tenha preferido de longe a primeira.

 

*****CUIDADO!! SPOILERS DO ENREDO DOS FILMES!!*****

 

Obviamente, adorei tanto a personagem Hannibal Lecter, como o espectacular desempenho de Anthony Hopkins. Uma pessoa não consegue deixar de sentir simpatia por aquele psiquiatra brilhante que por acaso tem o hábito de comer humanos às refeições. Fiquei extremamente contente quando ele conseguiu escapar do manicómio (ou lá o que aquilo era) e foi atrás do execrável Chilton, ou quando assisti ao requintado jantar onde o prato principal era o cérebro do Ray Liotta (a personagem dele era muito irritante).

 

Toda a gente sabe que tenho um fraquinho por pessoas excepcionalmente inteligentes e cultas, e por isso o Dr. Lecter já figura num dos lugares cimeiros das minhas personagens favoritas. Já para não falar da pinta do senhor, quando, num jantar que oferece a uma orquestra, serve como prato principal um dos seus antigos músicos que, por sinal, tocava pessimamente,  ou quando envia postais ao detective que o apanhou e que foi esfaqueado por ele ou ainda quando oferece uns sapatos Gucci e um vestido lindo à Clarice (já para não falar na beijoca xD).

 

Parti-me a rir com a cena final no avião, em que o pobre do miúdo decide comer cérebro humano sem saber o que aquilo é (pareceu-lhe apetitoso...)

 

*****FIM DOS SPOILERS*****

 

Resumindo e concluindo, aconselho vivamente os filmes. Muito, muito bons mesmo.

 

Agora só me falta ver o Hannibal Rising e ler os livros, que já me disseram que são bem melhores que os filmes (para variar).

Tags: ,
Estou: Quero ver Hannibal Rising!
Música: Quando, Quando, Quando - Michael Bublé ft. Nelly Furtado

Pesquisa